DIY: Home Office com prateleiras

Ei, você que está chorando por aí porque já viu quinhentos mil home offices lindos no pinterest e não tem dinheiro para comprar os móveis na Tok&Stok e começar a montar o seu: Toma aqui um lencinho.
Depois que nos mudamos de casa e que passei a ter um quarto só para mim, o meu segundo sonho era ter um home office bem lindo para estudar (e trabalhar, porque a vida não tá fácil, né?). Só que sempre achava escrivaninhas muito caras que somadas ao preço da cadeira de escritório me renderiam uma bela jornada no SPC ou Serasa😛 e como dívidas não eram as minhas motivações de vida, eu sempre saí adiando essa minha vontade, até que descobri uma maneira baratinha para começar a montar o meu cantinho de estudos e jobs.
Primeiro, comprei uma cadeira de escritório que custou uma pechincha nas promoções do sábado no supermercado EXTRA: R$150. OK, nem foi tão pechincha assim, mas achei o preço bem justo para o que ela oferecia: além de ser muito bonita ~~~ a la executiv ~~ é super confortável e possui mais de um ano de garantia. Depois, descobri umas prateleiras velhas que tinham na casa de Thiago, o boy, para construir uma mesinha de trabalho, pedi emprestado uma furadeira com o meu tio (pelo amor de Deus gente, todo mundo tem um tio que tem uma furadeira), comprei os materiais que faltavam e PAM! nasceu meu home office. Calma, vou te ensinar como tudo aconteceu para você sair dessa vida de chorona a espera de um black friday que faça sua mesinha custar 50 reais como a minha:

final4

Para construir a sua mesinha você precisa de:

. Prateleiras – Eu usei duas, uma maiorzinha que ficou como principal e uma outra um pouco menor, que ficou como apoio.
. Suportes para prateleiras – São dois suportes para prateleiras, então é só fazer as contas: se você vai usar uma prateleira, são dois suportes; se você vai usar duas, são quatro.
. Parafusos – O número de parafusos varia de acordo com os furos do suporte. No meu caso, cada suporte tinha 4 furos, então precisei de 16 parafusos.
. Trena/Fita métrica – Para medir a altura que você quer que fique, assim como para medir a distância entre um parafuso e outro.
. Lápis – Para fazer as marcações nos locais que vão ser furados (parede e prateleira)
. Furadeira – Para furar os locais marcados dos parafusos.
. Chave de Fenda – Para apertar os parafusos.

Comprei os materiais no Atacado dos Presentes do bairro da Torre e o total, como falei lá em cima, foi R$50 reais: R$10 de cada suporte e mais R$10 dos parafusos.

Dica: O lado negativo de uma escrivaninha com prateleiras é que ela vai ficar grudada na parede, ou seja, vai ser bem difícil você mudar o local. O ideal é que você escolha uma parede que ache perfeita para o home office, com boa iluminação, ventilação, etc. Assim, você não se arrepende depois do local escolhido.

Depois de tudo compradinho e parede escolhida não tem muito ritual não. Agora é só demarcar os lugares com o lápis, medindo tudo bem certinho (altura do chão para o local que você quer que fique) e os locais dos parafusos. Ah, uma outra dica: É bom que você esteja sentada na cadeira que vai ficar lá, porque você pode medir direitinho e no final das contas não vai ficar nem alto e nem baixo para você. Uma outra coisa importante é pedir a ajuda de alguém na hora de fazer as marcações para que a prateleira fique bem rente com a parede e não ficar troncha no final!

“Modo de preparo”:

. Faça as marcações dos locais que os parafusos vão ser encaixados com a ajuda da trena/fita métrica e lápis;
. Fazer os furos com a furadeira no local indicado pelas marcações (Eu não soube furar, então pedi ajuda a Thiago!);
. Posicionar o suporte nos furos da prateleira e, por cima, apertar os parafusos;
. Posicionar a prateleira, já com o suporte, sobre os furos da parede e apertar os parafusos por cima.

foto1

foto2finalfinal2final3parede

É isso, gente! Tentei fazer o tutorial de forma bem didática, mas se mesmo assim tiverem alguma dúvida, podem perguntar nos comentários, no facebook, por e-mail, twitter, instagram, snapchat e até pela sua coruja, mas perguntem❤

E se você gostou do post, curte ele aqui abaixo!
Beijo,
Jú.

Minha vida em um só post (e em um só feed)

Oi, você que tava com saudades desse bloguinho lindo. Somos dois neste mundo, porque eu também estava.❤ Aqui é onde circula toda a possibilidade de eu externar meus sentimentos através de fotos e palavras e sentir falta ‘Da vida em Júpiter’ seria uma coisa mais do que esperada. Como eu sumi por muito tempo, tenho uma lista de itens gigantesca com coisas que vocês não ficaram sabendo nesse tempo e este post vai funcionar para situar vocês! Antes que eu comece, uma coisa: Vamos voltar a nos amar! Sim, porque A vida em Júpiter tá voltando com tudo e morar lá vai ser mais gostoso do que sempre!❤

Para facilitar as coisas, meu feed do instagram vai ser o nosso ponto chave de itens que aconteceram nesse tempo! E se você quiser continuar me acompanhando por lá, é só seguir: www.instagram.com/jucortizo

1. O domínio do blog mudou! Agora estamos com o http://avidaemjupiter.tk | Não era exatamento o que eu mais queria na vida, mas não renovei assim que ele expirou e alguém foi lá e “fez isso por mim”😛 Chato, né? Mas aí descobri o site http://www.dot.tk/pt/index.html, que registra domínios gratuitamente! Tudo o que eu precisava para ser feliz.❤ (Este é o único que não tem foto!)

2. Me tornei vegetariana. Na verdade, isso aconteceu muito antes dos últimos posts, mas com toda a correria deste ano, fiquei sem saber como introduzir este assunto por aqui. Breve farei um post bem completinho para explicar para vocês quando/como essa mudança aconteceu, como me adaptei e como minha vida anda seguindo. Combinado?

foto2

3. Meu cabelo cresceu. SIIIIIM! Lembra daqueles últimos looks do dia que rolaram por aqui? Aquele cabelinho em cima do ombro não existe mais! hihihih Agora é só alegria again.

foto3

4. Comecei a trabalhar ( de novo). Um dos motivos para os posts se acumularem aqui foi a minha volta aos estágios da vida. Para quem não sabe, estudo Publicidade e Propaganda e, em virtude disso, atualmente trabalho como social media, produzindo conteúdos para web. (abaixo tem um quadrinho que ficava na parede do escritório).

foto5

5. Ganhei uma máquina de escrever MA RA VI LHO SA.❤ Minha avó é sim a melhor do mundo e me deu, como herança, a primeira máquina de escrever que ela adiquiriu na vida. Além de linda, a maquininha escreve perfeitamente e, para a nossa alegria, ando planejando uns posts de interação on e off para poder usá-la por aqui também.

foto4

6. A última e mais feliz: Adotamos um gatinho❤ Este é o Sun, uma coisinha fofa que passou e parou na frente do nosso carro no dia 13 de setembro quando voltávamos do cinema onde tínhamos ido assistir o Pequeno Príncipe. Pegamos, a príncipio, só para dar um lar temporário, mas ele ganhou os corações da gente muito rápido e agora tem esse lar cheio de amor para viver. Finalmente a nossa família está completa. Demos esse nome porque queríamos tornar o dia que o encontramos enblemático e daí surgiram as mulhares de associações: 13 de setembro de 2015 > domingo > sunday > sun.❤

foto6

Esta foi a minha vida num só post. Acho que deu para dar uma sacada em tudo o que rolou off por aqui, né? Logo mais eu volto com mais pots do amô.❤
Curtiu? Então deixa seu like aqui abaixo.

Beijo,
Jú.

Bora falar de coisa boa, bora falar de (tekpix) moda!

Estamos a poucos dias de um dos eventos de moda mais famosos aqui no Recife, o PopDay. Este super evento sempre reúne grandes marcas a baixos preços e faz com que quem curte moda quase não consiga controlar o cartão de crédito (exceto eu, que sempre sou muito bem controlada😛 ) . Nosso bloguinho, que vez por outra toca um pouquinho no assunto de moda não vai deixar de comparecer na edição dos dias 15 e 16 de agosto no Centro de Convenções.

Um dos parceiros do evento é a rede social de moda Allani, que me convidou para montar uns looks maravilhindos e cheios de amor que eu, é claro, fiz com gosto e trouxe para cá para vocês conferirem.

Aproveita para dar uma olhadinha, se cadastrar lá no Allani e me seguir clicando aqui.

1

Este é um dos meus looks montados preferidos! Deve ter dado para perceber pelo título “Love Gypsy”. Acho lindíssima a combinação alpargatas + short cintura alta + colete + colar gypsy e, sinceramente, tô nem aí para o inverno. Se for para colocar minhas pernocas de fora neste look lindo, eu quero! hahahaha

2

Sobre o segundo look, “Macacão e amor”, devo concordar que não tenho costume de usar salto e nem de usar macacão, mas também tenho que admitir que usaria tranquilamente essa combinação gostosinha.❤3

Este último look é o que mais tenho usado nos últimos tempos: preto + marsala + mochilinha  é uma combinação linda e que fica bem em muuuuitas ocasiões.
Claro que não podemos esquecer que o importante mesmo é se vestir como a gente se sente melhor. Ao contrário do que, infelizmente, muita gente pensa, a moda não tá aí para rotular, mas sim para nos abrir os olhos em relação a todas as novas oportunidades de combinações que podemos experimentar.

E aí, curtiu? Então deixa seu like, comentário e não esquece de anotar na agenda a data e o local do PopDay!

Beijo,
Jú.

Feliz Ano Novo!

última-foto-postDizem que o ano só começa para a gente quando fazemos aniversário e, portanto, é hora de abrir o champanhe e comer uns queijinhos porque “A vida em Júpiter” completa um ano de nascido!  Nem vou comentar aqui aquele velho clichê do “passou tão rápido”, porque eu nem gosto de clichês e todo mundo sabe que passou rápido mesmo, mas o que devo compartilhar é que como um blog mais velho que se tornou, este mocinho vai chegar no seu segundo ano de vida com algumas mudanças especiais. O layout novo já está no ar, agora só faltam as postagens com mais frequência e uns toquezinhos especiais que já andam perturbando a minha cachola.

Pois então, feliz ano novo para gente, viu? Brindemos com o que tiver, até mesmo com suco verde.

#SessãoDormingo: Gotham

sessão

Se você curte histórias de super-heróis vai amar essa série e assistir todos os 22 episódios hoje mesmo! Gotham conta a história do Batman e de seus vilões antes mesmo dele ser Batman e dos vilões serem vilões! Complicado demais? A série se passa na cidade de Gotham, quando o Bruce Wayne (Batman) é apenas uma criança. O assassinato dos pais dele, desencadeia uma série de mistérios a serem descobertos pelo detetive James Gordon.
É massa começar a conhecer os vilões do Bat”man passando de seres humanos normais”, e se transformando nos vilões mais bizarros. O mais legal é que a série ainda só tem 2 temporadas, então dá para começar a assistir sem desespero.

Trailer:


Como não tem ainda no Netflix, confere este link para ver online.

Curtiu? Então deixa seu like aqui abaixo e vai logo fazer a pipoca!

Beijo,
Jú.

 

Fotos: daquidaqui e daqui.

Embalos de sábado #9

Não! Essa tag não morreu.  Embalos de Sábado é de longe a minha categoria preferida do blog, porque ajudando vocês eu me ajudo, hahaha É sério, é sempre bom descobrir novos lugares para a gente poder desestressar durante o final de semana e conseguir aproveitar cada espacinho bacana da nossa cidade. Às vezes meu final de semana se resume a ficar mazelando em frente à TV, assistindo Elementary (já falei dessa série aqui) e comendo muita besteira, mas sempre que escrevo os Embalos, acabo querendo visitar cada cantinho que eu citei no post e não tem como não aproveitar melhor esses dois dias de descanso.
Ansiosx para saber o que tem de bom por aqui? Então se liga:

1. Pra aplaudir de pé: Rita Lee mora ao lado. Um musical (que deve ser fo*#) sobre a vida da polêmica cantora brasileira. A encenação se passa hoje mesmo, dia 25/04 no Teatro RioMar às 18h e 21h e amanhã às 20h.   Há uma mistura entre realidade e ficção no roteiro do musical que conta desde a infância de Rita Lee até os dias atuais. Os dias atuais são interpretados pela atriz Mel Lisboa que se encaixou mais do que perfeitamente no papel.

Ingressos: platéia, R$ 140 e R$ 70 (meia), e balcão, R$ 120 e R$ 60 (meia), à venda no teatro e http://www.ingressorapido.com.br

(fotos: daqui e daqui)

2. Pra gastar dindin:  Bazar de Quintal- O Medo da Pressa é um bloguinho aqui de Recife que eu adoro e a Izabela, uma das sócias do MDP também tem uma lojinha, a Coralina Store. Ela e as lojas Pepita Garimpo  e o Relicário se juntaram para fazer uma Bazarzinho cheio de coisa bonita.

 


(Fotos daqui)

3. Pra refrescar o calor: Los Moustaches Paleteria. Eu sou dessas que nunca provou uma paleta na vida, mas depois que vi que abriu essa Paleteria, que ela é um charme, que tá um calor da gota serena e que é aqui pertinho de casa me animei muito para provar.

Endereço: Rua Ricardo Hardman, Graças.
Horário de Funcionamento: 12h às 22h. (Aproveita que já, já abre!)
Os preços variam de R$6,00 a R$8,00.
(Fotos: daqui)

E aí, curtiu? Então vamo simbora embalar o sábado, mas não esquece de deixar seu lindo like aqui abaixo e comentar o que achou do post.

Beijo,

Como eu vivo sem lactose?

foto-1
Quem me acompanha a mais tempo, sabe que eu sofro de uma restrição alimentar chamada Intolerância à lactose, por causa disso, meu organismo não consegue digerir bem alimentos que contém esse tipo de açúcar do leite, causando alguns “efeitos” nada confortáveis no meu corpo. Descobri minha intolerância a pouco mais de dois anos e, desde então, minha vida mudou abruptamente. Sempre amei tudo que tinha leite e queijo e descobrir que tinha que me privar disso não foi nada legal, principalmente porque não conseguia encontrar médicos, nutricionistas ou até mesmo blogs que me ajudassem a entender melhor o problema e, assim, parei radicalmente de comer tudo o que tinha leite e a tentar descobrir sozinha alimentos que não tinham. Uma coisa bem bacana é que ultimamente muitas marcas vem lançando produtos sem lactose e até alguns restaurantes vem esclarecendo no cardápio a composição completa dos pratos.

Como sei que muita gente também sofre da falta de informação sobre este  problema, resolvi fazer este post, mostrando as marcas/ produtos que uso para viver uma vida “mais normal”! Lembrando que eu não sou médica nem nada, tá gente? Aqui é simplesmente minha opinião como intolerante.

1. Lactosil: Esse “remedinho” milagroso é a coisa mais importante que eu levo na minha bolsa. Ele deve ser usado no preparo de alimentos que contém leite e funciona como se “quebrasse” o efeito da lactose no nosso organismo.
A minha experiência de uso é um pouquinho diferente, antes de ingerir um alimento que contém leite eu despejo um sachêzinho num copo com água e tomo. No meu corpo o efeito é o mesmo de colocá-lo no preparo do alimento, não sei se funciona com todo mundo, mas a minha Gastroenterologista já me informou que não tem problema eu usar o lactosil assim. Confirme com o seu gastro também!😉 A faixa de preço dele, pelo menos aqui no Recife, é R$60, mas o preço salgadinho vale muito a pena, porque além do efeito ser incrível, a caixinha vem com muitos sachês, o que sai em média R$2,00 por sachê.

foto2

2. Produtos Verde Campo Lacfree. Eu definitivamente amo a Verde Campo, porque ela me proporcionou o prazer de comer queijo depois de muuuuuuuuuuuuuito tempo sem comer. A linha de produtos sem lactose deles é muito extensa em relação a queijos, iogurtes e coalhada e uma coisa muito boa é que ultimamente tem sido fácil encontrar os produtos verde campo em diversos supermercados da cidade. Confere aqui os pontos de venda da sua cidade.

foto-3

3. Produtos Piracanjuba + Creme vegetal Becel. A marca Piracanjuba é outra que tem um espacinho bem grande no meu coração. Isso porque eu descobri que eles acabaram de lançar uma nova linha sem lactose que abrange, dentre outros, creme de leite e leite condensado sem lactose. SIM! CHOREM, INIMIGAS! Isso é incrível para quem tem intolerância, não vejo a hora de comprar meu leite condensado e comer uma panela de brigadeiro interinha na maior emoção❤ Ah! lembrando que o Néscau não contém leite, então meu brigadeiro vai ficar igualzinho ao normal!  Ainda não encontrei os novos produtos aqui no Recife, mas vou procurar bem direitinho e falo a vocês. Confere aqui a linha de produtos deles.

Para mim, a Becel Original (lembrando que os outros cremes vegetais possuem leite), funciona como manteiga. Claro que o sabor não é o mesmo, mas dá para usar em frituras, bolos e outras coisas que necessitem de manteiga ou margarina.

foto-4

 

Tá vendo só que dá para viver bem sem lactose? Graças a Deus existem produtinhos que não me fazem mais chorar com a ausência de leite na minha vida. Ah! E aproveita que tá aqui e dá uma olhadinha nas receitas #lacfree que já rolaram aqui no blog, clicando aqui, uma mais delícia que a outra, hahaha.

Comenta aí sobre o seu caso de lactose e o que você achou do post! E não esquece de deixar seu precioso like aqui abaixo.😉

Beijo,
Jú.